segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

A primeira vez


Quando a morte persegue todos a sua volta não há escapatória, pois logo ela perseguirá você também. Minha querida, seus olhos transmitem tanta tristeza e miséria, estou tão cansada disso. Está pronta para conhecer meu mundo? O fantasma do amor jamais nos deixará em paz, então que pelo menos fiquemos junto a ele. Cruzando o muro da tentação, sinto seu corpo junto ao meu, talvez a ambição tenha me destruído aos poucos, mas é hora de renascer, encostando em teus lábios vermelhos como se fosse a primeira vez.

† Poison † Girl ♫

Face


Observo a estrela mais brilhante no céu, enquanto durante minha estranha alucinação ainda vejo aquela cor antiga nas paredes. Então fecho os olhos para ver a mesma face, novamente, perdida no mesmo instante. Ainda não sei o que o futuro nos reserva, mas se todos os dias forem como hoje, não quero perder nenhum momento.

† Poison † Girl ♫

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Meu último prazer


Fico parada do lado de fora, imóvel, apenas observando essa casa a queimar, admirando as lembranças. Cinzas jamais irão me comover, apenas deixe-me queimar também. As madrugadas em claro se foram, junto com meu último prazer, cada ponta desse triângulo me puxa para um lado, mas estou simplesmente parada, com o tempo a passar sobre minhas costas. A beleza dessa história é que todas as regras foram quebradas, afinal, sentimentos jamais poderiam ser expostos, e suicídios jamais poderiam ser cometidos, mas você era tão fraco quanto essa casa que agora queima junto a ti.

† Poison † Girl ♫

domingo, 23 de janeiro de 2011

"Paraíso"


Sinto um corpo frágil tremer em meus braços, tão sem vida, e neste momento a angústia entala minha garganta, enquanto nossa secreta viagem silenciosa pie as dúvidas aos poucos em minha mente. Gostaria de não ter medo, mas infelizmente, todo humano tem, eles apenas mudam de nome e gravidade. Meus olhos ardem de cansaço, á medida que esse doce veneno é injetado em minhas veias. O futuro geralmente é apenas um espelho do passado, e ainda continuo aguardando até que percebam que o paraíso é apenas uma espécie de inferno camuflado.

† Poison † Girl ♫

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Indiferença


Admita, eu sou tudo que você costumava odiar, mas somos tão parecidos. Não perca seu tempo tentando negar a verdade, pois ela ainda estará dentro de você. Somos dois lutadores na mesma batalha diária, onde a vida é a única vencedora, ela usa tudo ao que você se apega, e no final do dia seu pecado é o que te arrastará, a caminho da insanidade. Certa vez alguém me disse que o oposto do amor não é o ódio e sim a indiferença, então talvez seja ela o que me torna tão forte, e ele o que te torna tão fraco.

† Poison † Girl ♫

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Subconsciente


O calor percorre cada parte de seu corpo coberto pelo suor e uma sensação conhecida como prazer, aparentemente nada poderia abalá-los. Enquanto um homem solitário observa o casal de sua janela, prevendo o futuro com todo seu realismo. A verdade é que todas suas declarações e a respiração ofegante cada vez mais próxima do ouvido dela não significam nada. O que realmente importa na vida são os riscos que se corre, até não poder mais regressar. Aquele soturno gosto amargo ainda está em sua boca, neste momento não faça nada, apenas fume seus cigarros silenciosamente, ele está observando você morrer lentamente. Talvez nunca aprenda a enfrentar seu próprio subconsciente, e é isso que te enfraquece mais a cada dia.

† Poison † Girl ♫

Ceifadores


Escuto vozes levemente familiares, mas jamais poderemos revelar todo o peso que essa leve cortina esconde sobre nós. Sinto meus sonhos mais obscuros renascendo das cinzas, juntando seus pequenos pedaços para correr a meu encontro. Enquanto os ceifadores aproximam-se também, uma antiga canção sobre fé e esperança ressoa em meus ouvidos. Desejo é o que ainda me mantém aqui de pé aguardando o momento certo, até que as luzes finalmente se apaguem, e meu pequeno momento noturno de triunfo venha à tona, tão insignificante para os outros, mas ao mesmo tempo tão voraz para mim.

† Poison † Girl ♫

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Pequenos segredos sujos


Escuto barulhos surreais, numa madrugada tão quieta em que até mesmo o silêncio chega a ser avassalador. Observo a sombra negra na parede, tão inexpressiva e sem vida quanto um corpo que descansa em seu leito de morte, desfalecido aos poucos. E a rua escura guarda os doces segredos antigos, onde as vozes são como sussurros violentos, delicadamente esquematizados, projetados contra sua própria insensatez. Onde a constante fixação por meus pequenos segredos sujos jamais será curada.

† Poison † Girl ♫

Sonho Diário


As incertezas são a chave que nos mantem vivos, enquanto a bela melodia da morte ecoa em nossas mentes, tão sombria quanto um mórbido sonho bom. Nesse meio termo entre realidade e ilusão, o cheiro das cordas do violão se reflete em minhas mãos, e tudo que tenho em mente são meras notas sem sentido. O tempo se vai, continuo aqui sentada, observando os corvos passarem por inúmeras dimensões, até que finalmente abro os olhos, despertando assim, desse incrível sonho diário.

† Poison † Girl ♫

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Devaneio


Hoje pensei em voltar a beber, pois as coisas tornam-se muito mais fáceis quando se está "dopado". Mas voltei atrás em minha decisão, porque lembrei que não vale à pena se alimentar de falsas ilusões. Jamais poderemos esquecer um pequeno detalhe, o mundo se mantém em constante evolução, e as pessoas são transformadas em mero objeto no jogo malvado da vida. Devido a isso, utilizo minha principal arma contra ela, a indiferença, guardando os medíocres devaneios para mim mesma.

† Poison † Girl ♫