quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Inabalável

Aquela garotinha que acreditava que o mundo poderia ser diferente finalmente tirou a venda que puseram em seus olhos, e agora pode enxergar tudo com mais clareza. Mas pessoas que não aceitam sua própria personalidade procuram razões para explicar suas ações, enganando a si mesmas constantemente. Felizmente, sinto como se nada pudesse me atingir, e essa sensação é tão boa, é como se eu pudesse jogar tudo pro alto tranquilamente, caso seja necessário. † Poison † Girl ♫

domingo, 12 de agosto de 2012

Judgment day

Desenhávamos nosso próprio destino, quando de repente percebi que uma cor diferente colore seus olhos, um aspecto tão distinto daquele que antes eu observara. Seus demônios interiores insistem em se libertar, e os sinos da vingança soam constantemente em seu ouvido, agora me pergunto quem tomará sua alma durante o fim. Feche os olhos e sinta a brisa em seu rosto, apenas desfrute deste momento, enquanto aguardo meu julgamento, carregando a culpa por tudo que você se tornou. † Poison † Girl ♫

sábado, 11 de agosto de 2012

Sangue e Trevas

Vejo um inferno de serpentes ao meu redor. Ofidiofobia ao limite de minha psique, poderei sobreviver a isso? Me caçando, terá sido minha culpa? Posso ter falhado, e isso lhe deu a brecha. E um inferno de serpentes surgiu ao meu redor. Não podia avançar ou recuar sem um golpe, dei o primeiro passo, o veneno encontrou meu sangue. Mais porções de veneno penetravam no meu corpo, perdi os sentidos e cai. As trevas cercaram meus olhos. Das trevas um homem se aproximou, era a minha imagem pintada em negro. E a ela me entreguei, e me ergui mais forte. As serpentes vinham me atacar, atravessei o inferno destruindo tudo, o medo se foi, só havia o ódio. Não enxergava mais nada além do vermelho e do negro. Senti uma textura diferente ser atingida pela minha lâmina. As cores voltaram. Haviam centenas de serpentes retalhadas espalhadas pelo chão, e o corpo diferente que retalhei... Era o cadáver de quem eu jurara proteger. Autor: Douglas Nascimento

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Válvula de Escape

Jovem, você guarda tantas coisas ruins que se tornará amarga demais com o tempo, a menos que procure se livrar disso, mas você se manteve no escuro por um longo período, e agora as luzes da cidade ofuscam seus olhos, que não são mais os de uma criança. Reflita sobre quem és, antes que não se reconheça mais. Talvez seja um erro não confiar em ninguém agora, mas seu maior erro foi confiar demais, durante o passado. Sei que algum dia seu rancor irá embora, pois nada dura pra sempre. † Poison † Girl ♫

Privado

Distraída, admirando aquela janela iluminada, esperando alguém aparecer e olhar para a rua quase vazia senão por minha presença. Observo as chamas consumindo tudo aquilo que algum dia considerei importante, e esta chuva fina que agora começa a cair pode até apagar este fogo, mas não o que habita dentro de mim, corroendo partes que os outros jamais irão conhecer. Você simplesmente cavou um buraco para enterrar tudo que te incomodava, gostaria de poder fazer o mesmo. Sei que não posso invejar algo que não tenho por minha própria culpa, mas isso é tão desgantante. Percebi o quanto somos esperançosos, por querer tentar consertar o que já foi corrompido a muito tempo. † Poison † Girl ♫