quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Livre

Senti vontade de escrever, não sabia muito bem sobre o que, só sabia que precisava, como uma necessidade vinda de dentro de mim. Esse desejo que tenho de compartilhar minha forma de ver o mundo, cada simples detalhe, cada saudade. Não, eu não pretendo me esconder do passado, não é uma questão de querer revivê-lo e sim de aceitar que o mesmo faz parte de quem sou. Não tenho medo de nada, meus pensamentos são vazios, pela milésima vez, já perdi até as contas de quantas vezes me encontrei em cima do muro entre sentir algo e não sentir nada, o que importa é que uma coisa jamais muda, sei muito bem a pessoa que quero ser no final das contas. † Salva pela graça †

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Inconstância - Parte 2

Olhos negros, nos quais me perco profundamente, como num lago afogo-me, parece cada vez mais fundo e não consigo voltar atrás. Ficar sozinho ou não ficar? Isso depende muito do quanto precisa evoluir, e do quanto prioriza o bem estar do próximo. Enquanto nos encaramos não sei muito bem o que dizer, o que pensar, só sei o que sinto. Quero apenas ficar em silêncio escutando sua voz, sentindo seu cheiro bom e viajando no momento, enquanto segura minha mão e seus lábios aproximam-se dos meus, o coração acelera conforme sinto sua respiração quente em meu rosto. † Salva pela graça †

Inconstância - Parte 1

Não há como voltar atrás, fazer diferente naquele momento que tanto deseja. Ainda não inventaram a tão aclamada máquina do tempo, sonho de consumo daqueles que vivem de passado. De que adianta imaginar, fantasiar, tudo em vão? Um dia ainda aprenderemos a esquecer, fazer do presente nossa única meta, "o que vem é lucro", como diz a famosa frase popular. Não se apegar, essa é a receita para uma vida mais feliz, então quando vai aprender a pôr isto em prática? † Salva pela graça †

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Presença - Parte 2

Não há como esquecer um abraço amigo, tudo aquilo que é feito de coração e não pelo impulso do desespero, as ações mais altruístas em que não se espera reconhecimento e sim a felicidade alheia, não é como uma espécie de troca, apenas seu instinto básico. Realmente temos que procurar estar perto daqueles que não irão nos julgar violentamente no dia seguinte, apenas nos aconselhar quem sabe, independente do que façamos. Procurar ser a melhor versão de você mesmo é um bom conselho, que nem todos conseguem botar em prática, muitas vezes por estarem cansados de tudo. Acho que um dos piores sentimentos é aquele de nunca ter tentado. † Salva pela graça †

Presença - Parte 1

Isso tudo não é culpa de ninguém, é apenas a vida seguindo seu rumo, em que pessoas tão próximas passam a ser meras estranhas, de nada adianta tentar mudar isso. E eu estive procurando, durante tanto tempo, por uma espécie de rendição, quando tudo que eu deveria fazer era deixar as coisas rolarem, se alguém quer estar próximo de mim que esteja presente. Pois eu aprendi de uma das piores formas que quando a pessoa realmente se vai de nada adianta o orgulho, flores murcham, morrem, tudo é consumido pelo tempo, menos os seus atos mais sinceros. † Salva pela graça †

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Bitter End

Vejo sorrisos nas fotos exibidas no monitor, boas lembranças, de quando éramos tão sorridentes. Quem sabe algum dia, de algum modo, eu pense diferente do que penso agora, e volte a ter aquele mesmo sorriso no rosto? Me perdoe, mas nunca houve um momento em que tentei tanto pensar em alguém, nunca entendi realmente a frase eu te amo o suficiente para te deixar ir, achava que era apenas uma desculpa, até essa semana. Descobri o que é se colocar no lugar de alguém, mesmo que isso seja errado, mesmo que jamais consiga saber como verdadeiramente se sente. † Salva pela graça †