quarta-feira, 31 de março de 2010

Os 7 selos


Estamos destinados a cometer todos os pecados, e violar as regras sem acreditar no que podem nos impor. Sei que ele espera por mim, em seu doce abismo, sempre fui fascinada por sua beleza, sua magnifica voz, e seu calor. Os 7 selos já estão sendo quebrados, o julgamento se aproxima, em que tudo se resumirá a destruição e sangue, e este é o momento em que teremos que trilhar nosso próprio caminho, fazer a escolha suprema, eu já fiz a minha, e você?

† Ðαяk † Åиgєℓ

domingo, 28 de março de 2010

O chamado


Posso ouvir o seu chamado, e apreciar sua voz rouca, que convida-me para entrar neste mundo doentio, onde toda carnificina e o sangue derramado não são suficientes para satisfazer os monstros. Você se torna irresistível para esses meros mortais, e não para mim, pelo menos não contra a minha própria vontade. Desvendarei todo o mistério, que se esconde por trás de seus olhos injetados, posso ver-te escondido nas sombras, despertando escuridão no coração das pessoas. Me pergunto, o que mais pode satisfazer toda a sua sede por sangue e fome por carne humana?

† Ðαяk † Åиgєℓ

quarta-feira, 24 de março de 2010

Sede de sangue


A lua começa a aparecer, mas as nuvens cobrem toda sua graciosidade, numa noite como qualquer outra. A agulha em minhas mãos disperta uma sensação totalmente nova, de que posso conseguir o que tanto quero. Não importa quantos furos eu faça em sua pele, desde que ainda continue consciente para sentir toda a dor. Você se recusa a acreditar que isso tudo é real, e me engrandece pensar no quanto esses atos são proibidos. Vejo seu sangue sendo sugado pela agulha, lentamente, e isso desperta toda a minha sede.

† Ðαяk † Åиgєℓ

segunda-feira, 22 de março de 2010

Imortalidade


Seus olhos negros escondem várias emoções, suas veias pulsando conduzem-me ao abismo. Memórias alteradas, sorrisos camuflados que nos fazem acreditar na possibilidade de mudanças. O silêncio predomina, enquanto mil pensamentos passam pela minha mente. Andamos em passos largos,tentando fugir do sol que agora nasce, e queima cada um de nossos membros. Observo o sangue descendo lentamente, enquanto todas as feridas cicatrizam automaticamente. Prove um pouco também, desse veneno chamado imortalidade, e perceberá que quando começa é impossível parar.

† Ðαяk † Åиgєℓ

Alma Vendida


Enquanto fecho os olhos tenho uma visão do espaço, adormeço lentamente deixando todas as sensações negras neste mundo. Olho para o relógio, cada dia parece passar devagar, mas os meses se vão rapidamente. Avistando o horizonte, esperando que as noites frias consumam os dias quentes. Promessas banhadas a sangue podem provocar uma guerra quando não cumpridas, então relaxo enquanto a água quente cai sobre meu corpo. Os vícios consomem toda a lucidez, ele está tomando sua vida, tampou seus olhos, ouvidos, e agora nada te resta além do mar de mesmices, até o dia em que pagará sua divida.

† Ðαяk † Åиgєℓ

sexta-feira, 12 de março de 2010

Seu erro


Não se deixe levar pela minha beleza demoníaca, pois é dessa vantagem que me aproveito para tirar vidas. Meus olhos são projetados para enganar, e o que mais te revolta é o fato de não conseguir ler meus pensamentos. Subo as escadas, enquanto seu olhar frio me observa, indo ao meu encontro, em passos largos e impacientes. Finalmente o dia chegou, estamos nos enfrentando mais uma vez. Você erra no último momento, mas se não pensa antes de tirar minha vida, porque eu pensaria antes de tirar a sua?

† Ðαяk † Åиgєℓ

quinta-feira, 11 de março de 2010

Hell


Observe a sua volta, estamos no mesmo lugar, mas dessa vez é diferente, você que é a presa e estou prestes à brincar com sua alma. Pela primeira vez vejo o medo estampado em seus olhos, mas agora nada disso importa. Escrituras na parede indicam sua localização: Hell. Desmembrando cada parte do seu corpo, lentamente, nesse lugar seus gritos não comovem ninguém, geram apenas risos e extrema diversão. Sempre vi esse momento, nos meus sonhos mais obscuros, queimando sua pele, saboreando o sangue, e tendo cada vez mais certeza de que realmente valeu à pena esperar por essa oportunidade, e poder saber que nem aquele que diz ser seu Deus conseguirá te salvar.

† Ðαяk † Åиgєℓ

sábado, 6 de março de 2010

Dependência


Andando preocupado, consumido pela culpa, passos rápidos, procurando não olhar o que está a sua volta, todos os rostos parecem conhecidos, todos estão rindo de você. Uma perfeita ilusão de ótica, que pode enganar até mesmo os mais sábios. Te leva da sanidade para a loucura em apenas um segundo. Talvez você nem perceba o quanto a dependência te atrasa, porém nada pode esconder toda a sua insegurança, não são seus olhos sem vida que demonstram isso e sim suas expressões. Os "monstros" sugam toda a energia, aproveitando o medo, as miragens projetadas por sua própria mente, que agora se torna insana.

† Ðαяk † Åиgєℓ

sexta-feira, 5 de março de 2010

Chave da vida


Posso ler cada mente, mas há algo que ainda não consigo entender, toda a fragilidade humana, a necessidade de carinho. Como podem ser tão fracos? Fico sentada no sofá pensando em minha próxima forma de tortura, fonte de diversão, enquanto vocês perdem tempo chorando por alguém, é tão patético. Talvez o meu jeito frio te espante, pois sei que sou um mistério que as pessoas insistem em querer desvendar. Mas acredito que cada um guarda sua própria chave da vida, e não importa quantas chaves eu ganhe, continuo querendo sempre mais.

† Ðαяk † Åиgєℓ

segunda-feira, 1 de março de 2010

Vultos


Abra os olhos, observe tudo a sua volta sem saber o que está acontecendo. Levante da cama, toque os pés no chão e sinta pela primeira vez essa sensação. Encare o ar frio, e ande pelos cômodos da casa absorvendo as lembranças que sua “doença” fez questão de apagar. O dia passa lentamente, há vultos te seguindo e rindo em seu ouvido, aguente enquanto tenta distinguir realidade de ilusão. A noite começa a aparecer, e eles se aproximam cada vez mais, até que finalmente perca o medo, então deite na cama, feche os olhos e amanhã tudo começa outra vez.

† Ðαяk † Åиgєℓ

Olhos negros


Corpo frágil, em meio à neblina, atração magnética, automática. Qualquer mínimo barulho é irritante, enquanto rastros de sangue se espalham pelo chão. Fatos retóricos, olhares distorcidos, alimentam ainda mais minhas dúvidas. Passos calculados, um indício de que nada mais tem importância além de suas próprias palavras. Seus olhos estão totalmente vendados, a ponto de eliminar sua capacidade para descobrir os enigmas. Talvez as pessoas estejam apenas à procura de simpatia, coisa que seus olhos negros nunca foram capazes de transmitir.

† Ðαяk † Åиgєℓ

Labirinto


Símbolos se repetem com inúmeras finalidades, mistérios ocultos. Anjos encantadores manipulam sua mente, sei que todos os caminhos te levam para o mesmo lugar, nesse labirinto chamado consciência. Pronto para enfrentar os fantasmas mais uma vez? Sei o que se passa por trás de seus olhos injetados, sem vida. Veias ardentes, sua pele queima brutalmente, deixando rastros de todo o ódio repreendido. As pessoas acham que tens alguma doença, mas sei que na verdade é um dom. Mostre que não é mentalmente fraco para usa-lo, e nem tenha medo de terminar o que começou, talvez seja seu choro patético em meio à noite, que me faz duvidar de sua verdadeira capacidade.

† Ðαяk † Åиgєℓ

Torturando Almas


A culpa consome pouco a pouco sua lucidez, a chuva ácida e o cheiro de enxofre, são apenas coisas projetadas por sua atual falta de sanidade. Vítima de minhas brincadeiras maldosas, envolvendo-se com os mistérios desse lugar sujo e escuro, meu habitat. Espero que goste de jogos, pois a partir de agora está dentro de um extremamente excitante. Nada é melhor que o prazer da tortura, o gosto do sangue é tão bom que já até perdi as contas de quantas almas estiveram em minhas mãos. E não importa pra onde vou, no fim de tudo isso, desde que nunca faltem almas para satisfazer minha obsessão.

† Ðαяk † Åиgєℓ

Seu fim


Palavras frias, soltas ao vento, tudo isso está sendo reprovado pela minha consciência. Trocas de olhares em dias sombrios, passando madrugadas em claro só para ter certeza de que realmente estamos vivos. O peso da culpa se reflete através das lembranças, recordações que estavam empoeiradas. O que mais me surpreende não são suas palavras, e sim seus atos. Continue olhando para a água fria, enquanto reflete sobre o futuro, e os acontecimentos recentes que tem tirado sua paz. Aproveite enquanto há tempo, pois seu fim está muito mais próximo do que pode imaginar.

† Ðαяk † Åиgєℓ

Morte


Observo sua cara pálida, todo esse lápis de olho não me assusta, afinal, também sou assim. Tenho coragem de olhar em seus olhos e dizer: sei que sou muito pior que você. Rindo da morte como se fosse apenas um fechar de olhos, algo divertido, e não o fim de toda a tua existência. Como se isso te levasse a uma outra dimensão, totalmente paralela, em que as pessoas têm o que querem. Eu sei, também já passei por isso, mas a morte me contou vários de seus segredos, e ensinou-me que a terra pode ser bem melhor do que o lugar para onde vamos.

† Ðαяk † Åиgєℓ

A verdadeira chave


Renascendo das cinzas, no momento em que tudo se resume a caos, lágrimas fictícias, toques frios, uma época em que não há compaixão. Guerras extremamente violentas, confusões climáticas, um retrato perfeito do “apocalipse”, mas não foi “ele” quem fez isso. Você acorda em meio ao nada, e pergunta a si mesmo: “o que está acontecendo?”, porém tem medo da resposta. Após bastante tempo caminhando ouve barulhos estranhos, e finalmente encontra a população, mas os fatos ocorrem rapidamente, não há tempo para explicações. As pessoas rezam e apegam-se a santos, deuses, pensando que poderiam salva-las, não acreditam na realidade e sim no que é mais conveniente, o que querem. Talvez os fatos passados tenham o tornado fraco o suficiente para também acreditar nisso. Mas só precisa lembrar de quem somos, para ter certeza de que são apenas histórias, e todo passado está escondido por trás de fatos simulados, ciência é a verdadeira chave.

† Ðαяk † Åиgєℓ

Habilidade


“Jamais superaremos isso”, é o que penso quando começo a cravar minhas unhas em suas costas lentamente. Sei que gosta dessa sensação, de dor e prazer ao mesmo tempo. Você está preparado para perder toda a percepção da realidade? A culpa roubou toda sua noção de tempo e espaço, agora só restam as migalhas, pedaços de memórias, lembranças que nem são suas e muito menos minhas, pois usamos nossa melhor habilidade para isso, roubar a felicidade alheia.

† Ðαяk † Åиgєℓ

Pesadelos


Quero sentir os arrepios provocados pelo vento frio, e ouvir os relâmpagos enquanto lavo o sangue impuro de minhas mãos. A neblina torna-se cada vez mais devastadora, vingativa e violenta. Continuo paralisada por inúmeras dores, cercada pela imensidão negra, seus gritos patéticos são a única coisa que ainda alimenta minha diversão. Enquanto você convive com o medo, vou roubando seus sonhos, e sufocando todas as suas esperanças. Espero que já esteja acostumada com os pesadelos, porque quando se trata de coisas mórbidas posso ser muito mais criativa. Aceite logo, que a cada dia se torna ainda mais difícil fugir dos delírios, pois você encontrou um lugar que com certeza é bem pior que a realidade.

† Ðαяk † Åиgєℓ

Momento épico


Posso sentir as agulhas entrando lentamente, a chave para chegar ao mundo paralelo, mas se tudo se resume a dor então de que adianta anestesia? As correntes que prendem meus pulsos fazem com que eu sangre o suficiente para conseguir recordar meus passos antigos. Pois o sol, meu eterno inimigo, destruiu as lembranças de um passado nas sombras. O ódio que borbulhava em cada palavra foi contido, e hoje me resta apenas um olhar sem emoções, mas o momento épico se aproxima, em que o monstro dentro de mim voltará a vida.

† Ðαяk † Åиgєℓ

Psicopata


Desfruto do meu tempo enquanto as pessoas aguardam um mundo celestial, as decisões afastam-me cada vez mais do suposto “paraíso”. Já conheço as regras, posso pagar por meus próprios pecados, descobri isso no momento em que vendi minha alma. Quero preencher as falhas, exibindo o vazio assustador e transformando tudo isso em apenas mais uma das minhas histórias de terror. Você se encaixa perfeitamente nas coisas, e poderia ser o personagem principal no mundo dos psicopatas, a peça mais perfeita do meu quebra-cabeça. Não estrague a diversão, continue correndo pelo labirinto enquanto procura seu “objeto” de vingança.

† Ðαяk † Åиgєℓ

Minha presa


Neste lugar mórbido as luzes piscam, apagam e acendem a todo momento. Sempre que o lugar é tomado pela escuridão você se pergunta: “Será que verei a claridade novamente?” O frio consome cada parte de seu corpo, talvez o que enxerga através da escuridão seja mais real do que sua própria vida. Agora você deita as costas no chão gelado, e finalmente se convence de que não há mais nada a fazer senão esperar até que alguém sinta sua falta, até que sua vida insignificante realmente tenha um sentido. Enquanto isso continuo devorando o que ainda te resta, carne, sangue, esperança.

† Ðαяk † Åиgєℓ

O segredo


Olhar profundamente verdadeiro, palavras sinceras, você muda a perspectiva de tudo que vejo. Estou vagando por outras dimensões, mas ainda não consegui achar nada que se iguale a isso. Lembranças banhadas em sangue, inúmeros sacrifícios, anseio pela cura para poder chegar perto de tudo que um dia me fez ver as coisas sobre pontos diferentes. Devemos lutar para vencer os inimigos, não se deixe ser vítima daqueles antigos fantasmas, sei que há um segredo aprisionado em sua mente, apenas deixe-o fluir e sair pela sua boca como palavras ditas naturalmente.

† Ðαяk † Åиgєℓ

Vermes


Porque ainda protege os vermes que sujam sua vida, e injetam em suas veias o veneno da discórdia? Sabe que não precisa mais deles, poderia até esmaga-los com apenas uma mão. Começo a desconfiar de que você realmente gosta de viver nessa rede de mentiras, e igualar-se a eles, apesar de reclamar. Então deixe que suguem todo seu sangue, e acabem com sua sanidade, afinal, quem sou eu pra reclamar? Sou apenas mais uma pessoa a quem pouco importa sua vida.

† Ðαяk † Åиgєℓ

Mundo dos Jogos


Toco nessas paredes e sinto as lembranças, mesmo que não sejam apenas minhas. Risos, felicidade, desejo, tudo em vão, nas veias pulsa o ódio. Por trás de cada olhar obscuro, assustador, há um sonho frustrado. Observe cada face, consumida pelo cansaço, pela distorção dos detalhes. A loucura pode tomar conta de sua mente muito antes que perceba, do mesmo modo que devorou minha sanidade por inteiro. Um único ato pode mudar toda a concepção dos fatos, mas talvez isso nunca seja o bastante para te tirar do mundo dos jogos.

† Ðαяk † Åиgєℓ

Mensageira


As fotos enganam muito bem, cada riso apenas momentâneo esconde toda dor que a saudade deixou em seu coração. Seus dias sem ela têm sido tristes, frios, mas ele pode sentir isso, pode enxergar todo seu sofrimento, arrependimento. Habitando no lado oculto e sujo, posso ver cada alma vendida, o engano, e a continuação do sofrimento. É disso que ele gosta, conseguir comprar você com o fato de poder te dar o que quiser. Agora só lhe cabe decidir, aceitar ou não, sou apenas uma mensageira, a escolha é toda sua.

† Ðαяk † Åиgєℓ

Missão


Estou caminhando, em busca da minha jornada, cansada de tanto andar no gelo, passando pelos vilarejos. Vejo fome, mortes, e tanta gente que não se importa. Qual é minha missão afinal? Ver a morte de pessoas que estão em busca do mesmo objetivo que eu, mas que foram enganadas, e mandadas por você? Estava perdida, tentando reencontrar o caminho do qual ele havia desviado-me, talvez seja mais um de seus soldados. Porém agora posso abrir os olhos e ver tudo com mais clareza, não estamos para brincadeiras, a batalha sangrenta realmente começou.

† Ðαяk † Åиgєℓ

Eterno Prisioneiro


Sempre serei o fantasma que assombra seus sonhos, todas as noites, não importa onde esteja. Sei que posso mexer com seus pensamentos, o quanto eu quiser, posso te ver sorrir ou chorar, basta apenas brincar com sua mente mais uma vez. Mas você sabe que gosta tanto, que até pede para que o dia passe logo, pois assim poderá me ver, bem de perto. Então ao fim do dia chame meu nome, mais uma vez, e assim eu estarei lá, dentro de seus sonhos, meu eterno prisioneiro, nem a morte poderá nos separar.

† Ðαяk † Åиgєℓ

Mundo Imaginário


Você caminha contra toda a multidão, achando que está certo abre todas as portas. Passa por dimensões irreais, acha que está ali, mas na verdade está apenas no seu quarto, sentado na cama de olhos vendados. Não tem mais aquelas correntes que te aprisionavam, mas mesmo assim continua sentado, achando que não pode levantar e desligar-se daquele mundo imaginário. Porque sabe que lá não sente as feridas, lá ela não estará a sua volta, andando pelas ruas gritando seu nome, fazendo com que viva cercado pela culpa de que tudo pelo que ela passou foi graças a você, o único que poderia ajuda-la.

† Ðαяk † Åиgєℓ

Casa abandonada


Olhos negros, apenas observando as vítimas, pés gelados tocam o chão, observando cada cômodo, cada rastro de sangue nessas paredes abandonadas. O ar está gelado, talvez seja pela presença de tudo que já foi morto nesse lugar. O que te parece apenas uma brincadeira, pode ser a passagem que te leva para o além, para o inferno. Quadros arranhados, marcas de tentativas inúteis, busca por salvação, um modo de sair. Todas as portas estão trancadas, janelas emperradas, você os vê, podem até não estar mais vivos, mas são reais o suficiente para te ferir. No futuro alguém cometerá o mesmo erro, entrarão aqui achando que são apenas histórias, mas encontrarão suas marcas, e será tarde demais.

† Ðαяk † Åиgєℓ