domingo, 20 de dezembro de 2015

A verdadeira essência

Minha mente fodida tenta dedicar algo a você, sem nunca saber muito bem quais atributos descrever, sobre quais dissertar. Poderia escrever sobre defeitos, ou até mesmo sobre inúmeras qualidades, sem nunca conseguir transmitir a verdadeira essência do que significas para mim. De que adianta escrever tanto, se meus versos não demonstram o que realmente sinto e se não faço por onde? Se eu realmente demonstrasse o que se passa em minha mente conturbada, perturbada, muitos poderiam cair de amores, muitos até mesmo se assustariam, poucos entenderiam, mas de nada valeria o sacrifício, pois a maior parte acharia que é apenas aquele exagero do suposto poeta apaixonado.

sábado, 19 de dezembro de 2015

Meu Bem


Eles não sabem, não sabem o quanto sou desajustada. Choro lágrimas, lágrimas de água, lágrimas de sangue, do que você quiser meu bem. Tento me ajustar, mais nada parece funcionar, acho que nunca fui boa o bastante para você, só preciso de nicotina. Mas se fazes um sacrifício por mim, devo valer alguma coisa, você me ensinou o que é sofrer, mas ao mesmo tempo me ensinou o que é amar, isso vale de alguma coisa. Derramo lágrimas sadias, só por você, só por você meu bem. Talvez eu realmente quisesse chamar atenção, só a tua atenção, em que ponto nos perdemos no meio do caminho?

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Abismo convidativo - Parte 2

O cenário pode ser belo, depende muito do observador, em seu caso, lhe parece uma natureza maio morta, mórbida, macabra. Tem sido um romance possessivo e auto destrutivo desde o início, não é o que alguém desejaria para sua vida, é hora de ir, segure suas lágrimas, nada de último beijo, ele já foi dado a muito tempo, apenas não sabíamos. Isso não significa que deixei de amar-te ou que deixas-te de amar-me, apenas transparece que agora sei o que é melhor para ambas as partes, mesmo que esquecer-te nunca tenha sido tão difícil. Escondo-me dentro de uma armadura, entre a sanidade e a loucura, a lua amarela chama nossos nomes, convida-nos para recomeçar, conhecer outros corpos, dançar em dezembro. Uma década não é nada para o verdadeiro amor, decepções sim. Prometi a mim mesma que não sentiria a sua falta, mas é difícil quando lembro como é a sensação de estar a seu lado.

Abismo convidativo - Parte 1

Tantas pessoas conversando, agitação, sinto-me deslocada. É tudo como um breu e apenas um mero resquício de luz no fim do túnel, mas será que algum dia conseguiria sentir que pertenço a algum lugar? Talvez as pessoas tenham mudado muito, ou até mesmo eu que mudei, só sei que não há mais prazer no que havia antes, nada mais tem a mesma cor. Segure-se à borda, talvez as correntes te levem para mais perto de casa, ou pelo menos para outro lugar, onde encontrar a tão aclamada paz não seja tão difícil. Pare e tome fôlego por um segundo, você não tem conhecimento do que poderá encontrar no fim desse túnel, pode derrapar ou até mesmo renascer, encontrar sua destruição ou salvação, apenas se arriscando para descobrir. Admire a paisagem, meio noite, meio dia, a linha é muito tênue, como uma aquarela, você diz que já não gosta mais dela tanto assim, porém não é o que parece. Você olha para o primeiro andar, pensa em jogar-se, ir de encontro ao chão, a borda parece tentadora, um abismo convidativo, mas isso mudaria algo? Adiantaria de alguma coisa ou seria apenas mais um sacrifício idiota?

Medo oculto

Muita chuva na estrada escorregadia e eu me pergunto, será que se pudesse você me levaria junto? Juntos para outro mundo, bom ou ruim, não há como saber. Mas será que se pudesse também você evitaria ou será que tudo uma hora realmente segue seu curso? Sensação ruim de que algo irá acontecer, atualmente ela acompanha-me a todo momento. Antes eu do que você, creio que te amo o suficiente para isso e não é apenas uma afirmativa dramática. Será que tudo poderia ser diferente? Me pergunto o que eu faria se soubesse ser seu último dia de vida, mas não creio sequer ter poder suficiente para mudar algo. Se acha que algo acontecerá apenas quando estiveres sozinho, então deixe-me ser não só seu corpo, mas como também tua alma, neste fatídico momento. Mas se realmente acredita que nunca gostei de você e que não me preocupo, infelizmente não há nada que eu possa fazer. Eu tentei fazer dar certo, até você dar um fim em tudo, então não diga que não tentei, você não sabe como realmente me senti quando fizeste isso, apenas aprendi a esconder muito bem.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Altivo

Teus olhos milhares de emoções, teu sorriso cativa-me a alma. A vida pode tentar nos separar, mas acredito que existem sentimentos fortes o suficiente para vencer por anos a fio, será que serei tua no final? Viver com ele em minha vida é sempre como uma incrível jornada, como esquecer seu beijo molhado e saboroso? Intercalo entre sensações de déjà vu, pulando entre uma época e outra, tudo me parece estranho, até mesmo a altura do chão, só não quero lhe arrastar para toda esta confusão. Porém não importa a dificuldade em que se encontre, para sair dessa basta querer, e nossos corpos irão encontrar-se novamente, quentes, grudados um ao outro. † Salva pela graça †

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Tentativa e erro

Algumas pessoas tornam-se muito importantes em nossa vida, outras são facilmente substituíveis, não importa, cada uma tem sua parte de culpa no processo, nessa rede de fatos que nos fez chegar até aqui. Cada detalhe, ora vivido em minha mente, ora acobertado, acompanhado de uma única certeza, muito mais vale uma verdade incrivelmente dolorosa do que uma ação dissimulada. Mais valem abraços sinceros em momentos nos quais até mesmo não precisamos do que segundas intenções em momentos de necessidade. Devemos saber aproveitar a companhia das pessoas enquanto elas ainda estão por aqui, antes que elas vão embora e você se arrependa do que nunca foi dito, de chances que nunca foram dadas. Como eles dizem, antes se arrepender do que foi feito, do que se arrepender de nunca ter tentado. Apenas tentando é que se sabe até onde esse trilhos irão te levar, não vivamos de suposições, e no final você poderá erguer a cabeça e dizer: Eu tentei. † Salva pela graça †

Embargado

Escuto passos, eles estão se aproximando cada vez mais, corra para a floresta. Não há volta para muitos caminhos que escolhemos tomar, mas algo me diz que sempre estarás lá esperando, para resgatar-me uma vez mais. Cada passo que dei, seu abraço me protegeu, não precisava nem te tocar, apenas precisei te ver para saber que continuas sendo minha fraqueza, e creio que sempre serás. Como dois cegos, acreditamos apenas naquilo que queremos enxergar, e assim seguimos nossas vidas, com a vã certeza de que tudo se encaixará no final. Pois não importa o que nos aconteça, continuamos sendo inocentes, esperando que as pessoas ainda sejam conosco o melhor que elas podem ser. Talvez seja apenas uma loucura, talvez seja um privilégio, mas a grande questão é, até onde vale à pena ir, se arriscar, para confiar naqueles que amamos? Creio que nunca saberemos sem antes tentar. Assim como rosas brancas escurecem e mancham com o encardido deste chão, tomam um novo aspecto, tudo é corruptível, para o bem ou para o mal, não importa, você perde seu real valor. As suas verdades ninguém deveria se permitir a arrancar, e muito menos tomar para si, mas estamos tão acostumados a querer agradar os outros, que nos esquecemos do que é agradar a nós mesmos. "Não há como amar alguém se você não ama a si mesmo", foram as exatas palavras de minha mãe dirigidas a mim, e elas estão cravadas em minha mente até hoje, é, talvez realmente não seja possível a alguém como eu saber o que é o amor. † Salva pela graça †

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Dependência d'alma - Parte 2

Consigo sentir tudo isso e machuca, acho que o pior é você não sentir nada. Aprender é um procedimento doloroso, qual é o seu propósito de vida? Essa é a questão. Façamos um brinde ao conhecimento, conhecimento do fato de que te amo e de que sem isso nada sou. Sinto o sangue gelado em meu corpo, minhas veias, agora quente, muda assim como meu pensamento. O tempo é o senhor de tudo, sem ele não existimos. Posso camuflar minha pele, ser o que você queria, mas isso não significaria que sou o que você precisa. Vejo momentos passando, como um borrão, eles não significam nada, apenas o dia em que te conheci. Seu beijo é uma promessa do paraíso, mas ao mesmo tempo não me faz nenhum bem. Generosidade não vale nada, não nos dias de hoje. † Salva pela graça †

Dependência d'alma - Parte 1

Vejo pessoas felizes, elas não precisam de muitos motivos, um sorriso, um toque, apenas a visão de uma face. Vejo muitos sorrisos fictícios, uma falsidade que chega a cansar, transbordar e secar as pessoas. Iria até muitos lugares só por você, e mais uma vez eu não consigo dormir. Faça um desejo a uma estrela, e quem sabe ele se realizará, à estrela cadente que brilha como seus olhos. Acho que ser doente de amor é a pior doença que tem, senti em minha própria pele a degradação que é quando você não pode ter o que mais quer nesse mundo, parece que passa a viver em função de alguém, é preciso muito amor próprio para curar isso. † Salva pela graça †

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Por inteiro

Não te quero em partes, te quero por inteiro, tomar-te em meus braços e dar aquele abraço apertado, no qual deslizo minhas mãos pelas tuas costas. Beijar, morder sua nuca, chamar-te de meu sem nenhum obstáculo em nossos caminhos. Sentir a chuva em nossas faces com a certeza de que nada é melhor do que isso, ter suas mãos junto às minhas. Sorrir, mas com um sorriso verdadeiro, gostoso de ser sentido, com a sensação de que o mundo poderia acabar agora mesmo, desde que durante este acontecimento eu estivesse em seus braços. † Salva pela graça †

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Hello, stranger!

Mãos suadas, o gosto agridoce em minha boca, vejo um farol, queria estar em seus braços agora, mas tornaram-se braços donos de um abraço muito amargo. Não tenho medo do mundo a minha volta, mas sim do que eu possa fazer nele, então me isolo. Ninguém é obrigado a aceitar minha bagunça, toda a loucura que se passa em minha mente e meus atos. Prometi que não te procuraria mais, e pretendo cumprir minha promessa. † Salva pela graça †

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Minha perdição

Posso sentir perfeitamente sua respiração, seu hálito, basta fechar os olhos e projetar em minha mente, então me pergunto o que vem depois. A noite parece tão fria, solitária, tudo que fiz era parte de meu plano para te salvar, mas nesse meio tempo eu perdi meu fôlego, não consegui seguir em frente. Junto com minha respiração vem a dolorosa certeza de que sempre te amei, e você não tem noção do quanto isso me amedronta, a possibilidade de nunca mais ver seu sorriso, sentir seu corpo junto ao meu, será que algum dia o medo irá embora? Quero pegar na sua mão, te segurar perto, sentir a terra girando ao nosso redor enquanto nada mais importa, o que veio antes ou o que virá depois, mas o peso dessas correntes parece tão profundo. Me tornei apenas uma sombra do que eu era antes, tão frágil, e em todo lugar que eu vá a certeza de que eu não fiz o suficiente para te salvar. Será que somos infalíveis? Acho que não. Enquanto tudo escorrega de nossas mãos é tempo de fechar portas, reconstruir andares, pressionar o botão de começar novamente, arcar com as consequências de nossas escolhas até o fim de nossos tempos. † Salva pela graça †

My shelter

Appearance, wilt with time, and not a day passes in my mind without I find her. My sweet child, how do I get her out of my mind? Even the bravest, are dying in love, poor innocents, they didn't know all the power of the word love. And the difficulty to accept that not always what you want is the best for you, but there is no way not remember, there is no way not expect that one day these arms could be my shelter again, the shelter in which I die slowly and reborn. Problems to sleep, I saw your face again, what dream is this? It looks so real, and then the phone rings, your voice, just what I needed. † Salva pela graça †

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Tudo por seu bem

Natureza morta, eu não quero ficar me lamentando pelas pessoas que perdi, pelas escolhas que fiz e que não fiz, simplesmente quero ter lembranças boas do que já passou e seguir em frente. Não quero lembrar das vezes em que fez aquela mesma proposta e teve uma resposta negativa de minha parte, é difícil entender quando você fica triste por algo que não deveria estar, mas só por um lado, pois contigo compreendo o verdadeiro conceito de amar, ficar feliz porque estás feliz, um sentimento bem maior do que qualquer mísera possessividade. † Salva pela graça †

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Emptiness

Icy body , the key balance frantically, you seem really sad, exhausted. I got a feeling, a dream, this is one of these long days, when I see a incredible view, and don't know about what to think. If a car catch me right now I will not feel anything, this is what they call emptiness. Saw a light in the sky, the rainy weather, empty house, empty chest, a pricking in my hand. Fingers crossed , shivering, and a certainty that nothing to date happened by chance, everything has its purpose. † Salva pela graça †

sábado, 31 de outubro de 2015

More of you

I looked at your eyes, you gave me a smile, the brightest star in the sky. Pure heart, pure soul, I'll freeze you and take for me. And put where? In the front of the mirror. Why? Because everytime that I assume that I'm looking in the mirror I'll see a good person. So don't be afraid to love, love me specifically, I can be a complicated person, but more than this, I can be your everything. Like when we met, the first time was so simple, I don't believe in love at first view, I believe in ourselves and in the power of what happens with the time. Time is the best gift that we can have, to make a new start, a new possibility to give me more of you. † Salva pela graça †

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Choices

Flores espalhadas pelo chão, elas pareciam tão frágeis, pensei em pegar uma, não como lembrança deste dia, pois é um daqueles do qual não preciso de nada guardado para lembrar-me. Talvez porque as mesmas assemelhem-se a mim neste momento, sozinha, no frio, aguardando que alguém me resgate para sentir que tudo ficará bem. O que mais me deprime não são os valores deturpados de nossa sociedade, e sim saber que me deixei contaminar por isto. O problema não é a visão alheia, nunca me importei com isso, mas sim a visão que começo a ter de mim mesma, talvez o que me conforta seja o fato de que há como tentar mudar, não pelos outros, por mim. Sempre parece haver forte tendência para duas escolhas em minha vida, a questão é saber que caminho seguir, e isso se torna difícil quando se tem a consciência de que do mesmo jeito que posso me orgulhar muito da escolha que fizer também posso arrepender-me amargamente e ter que conviver com isto, não seria a primeira vez e talvez nem a última. † Salva pela graça †

Escapatória

A luz entra pela janela, mais uma vez estou aqui, transbordando em lembranças, como naquele dia em que roubaram seu carro, me lembro bem. Já certos momentos encontram-se como um borrão de memórias, o carro faz a curva fechada com velocidade, avisto dois faróis altos de um caminhão descendo a serra, em direção oposta a nossa. Tudo acontece muito rápido, e então só vejo nossos corpos espelhados pelo chão. Podíamos ser jovens demais, mas quando algo deve acontecer não há escapatória, estamos sujeitos a toda e qualquer desavença da vida. † Salva pela graça †

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Vão

Observo o vão da porta, quando foi que fiquei tao suscetível a mudanças? Humor subversivo, tudo parece tao subjetivo, escolher, sentir, demostrar. Cheiros nos remetem às melhores lembranças, submetem meu inconsciente a um jogo de doce tortura. Quarto impregnado, deito a cabeça no travesseiro e as palavras faltam em minha mente falha. Ao fechar os olhos encontro tua face, lembro daquele sorriso malicioso que tanto me agrada, cujo encanto permanecerá vivo em meu interior. † Salva pela graça †

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Resolução

Cada sorriso tem seu motivo, olho para seus olhos negros e não sei o que dizer, só sei o que sinto, talvez amar seja algo muito forte, não me importo. Olho para este vagão vazio e a incerteza que me bate é arrebatadora, lembro de nosso reflexo na TV, janela embaçada, pingos de chuva que começam a criar desenhos na mesma. Vejo lindas estrelas sobre nossas cabeças e penso no quanto eu gostaria que você estivesse aqui. † Salva pela graça †

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Livre

Senti vontade de escrever, não sabia muito bem sobre o que, só sabia que precisava, como uma necessidade vinda de dentro de mim. Esse desejo que tenho de compartilhar minha forma de ver o mundo, cada simples detalhe, cada saudade. Não, eu não pretendo me esconder do passado, não é uma questão de querer revivê-lo e sim de aceitar que o mesmo faz parte de quem sou. Não tenho medo de nada, meus pensamentos são vazios, pela milésima vez, já perdi até as contas de quantas vezes me encontrei em cima do muro entre sentir algo e não sentir nada, o que importa é que uma coisa jamais muda, sei muito bem a pessoa que quero ser no final das contas. † Salva pela graça †

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Inconstância - Parte 2

Olhos negros, nos quais me perco profundamente, como num lago afogo-me, parece cada vez mais fundo e não consigo voltar atrás. Ficar sozinho ou não ficar? Isso depende muito do quanto precisa evoluir, e do quanto prioriza o bem estar do próximo. Enquanto nos encaramos não sei muito bem o que dizer, o que pensar, só sei o que sinto. Quero apenas ficar em silêncio escutando sua voz, sentindo seu cheiro bom e viajando no momento, enquanto segura minha mão e seus lábios aproximam-se dos meus, o coração acelera conforme sinto sua respiração quente em meu rosto. † Salva pela graça †

Inconstância - Parte 1

Não há como voltar atrás, fazer diferente naquele momento que tanto deseja. Ainda não inventaram a tão aclamada máquina do tempo, sonho de consumo daqueles que vivem de passado. De que adianta imaginar, fantasiar, tudo em vão? Um dia ainda aprenderemos a esquecer, fazer do presente nossa única meta, "o que vem é lucro", como diz a famosa frase popular. Não se apegar, essa é a receita para uma vida mais feliz, então quando vai aprender a pôr isto em prática? † Salva pela graça †

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Presença - Parte 2

Não há como esquecer um abraço amigo, tudo aquilo que é feito de coração e não pelo impulso do desespero, as ações mais altruístas em que não se espera reconhecimento e sim a felicidade alheia, não é como uma espécie de troca, apenas seu instinto básico. Realmente temos que procurar estar perto daqueles que não irão nos julgar violentamente no dia seguinte, apenas nos aconselhar quem sabe, independente do que façamos. Procurar ser a melhor versão de você mesmo é um bom conselho, que nem todos conseguem botar em prática, muitas vezes por estarem cansados de tudo. Acho que um dos piores sentimentos é aquele de nunca ter tentado. † Salva pela graça †

Presença - Parte 1

Isso tudo não é culpa de ninguém, é apenas a vida seguindo seu rumo, em que pessoas tão próximas passam a ser meras estranhas, de nada adianta tentar mudar isso. E eu estive procurando, durante tanto tempo, por uma espécie de rendição, quando tudo que eu deveria fazer era deixar as coisas rolarem, se alguém quer estar próximo de mim que esteja presente. Pois eu aprendi de uma das piores formas que quando a pessoa realmente se vai de nada adianta o orgulho, flores murcham, morrem, tudo é consumido pelo tempo, menos os seus atos mais sinceros. † Salva pela graça †

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Bitter End

Vejo sorrisos nas fotos exibidas no monitor, boas lembranças, de quando éramos tão sorridentes. Quem sabe algum dia, de algum modo, eu pense diferente do que penso agora, e volte a ter aquele mesmo sorriso no rosto? Me perdoe, mas nunca houve um momento em que tentei tanto pensar em alguém, nunca entendi realmente a frase eu te amo o suficiente para te deixar ir, achava que era apenas uma desculpa, até essa semana. Descobri o que é se colocar no lugar de alguém, mesmo que isso seja errado, mesmo que jamais consiga saber como verdadeiramente se sente. † Salva pela graça †

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Múltiplas dimensões

Minha resposta já estava formulada na mente, foi automático, mas nem sempre podemos fazer ou dizer aquilo em que pensamos. Meu principal pensamento? O bem daqueles de quem gosto, podendo até mesmo isso resultar em se distanciar às vezes, a contragosto, porém com o pensamento de que é melhor deixar algo de lado por um bem maior do que aumentar o estrago.Essa sensação de tremor, de que estou entrando lentamento em outra dimensão, será que ela não passa? Gente demais para o meu gosto, barulho demais para a minha cabeça. Sinto pingos de chuva em meu rosto em locais cobertos, escuto o barulho de pedras rolando no chão, todo contorno de gente que vejo na rua me parece você, mas eu sei diferenciar pela estatura. Me parece que uma escolha foi feita, a de me focar nos meus estudos, no meu futuro, que depende não só daquele que sabe de todas as coisas, mas também de meu próprio esforço. † Salva pela graça †

Aqui e agora

Certo dia deitei na cama, e quando acordei todos os meus sentimentos simplesmente se foram, uma espécie de vazio de emoções apossou-se de mim. À noite faltou luz, e eu apreciando o silêncio, a calma, apreciando até a última vela apagar percebendo o quanto quando você começa a se acostumar com a solidão ela pode parecer preciosa, reconfortante. Ainda mais hoje em dia que exigem tanto de nós quanto à socializar-se, trabalhar em equipe, e tudo que quero é apenas um tempo para mim mesma, relaxar, esquecer qualquer espécie de passado. Pois é como dizem, o que já passou não pode ser mudado, então temos que viver o aqui e agora, e o tal do famoso “aqui e agora” me diz que estou bem do jeito que estou. † Salva pela graça †

terça-feira, 18 de agosto de 2015

Numb

Gosto de conhecer o melhor lado das pessoas, aquele lado que poucos conhecem, que às vezes elas até mesmo escondem por medo de toda a maldade do mundo. Escuto uma música ambiente agradável a tocar no ônibus, e ao descer não escuto mais nada além de meus próprios passos, como o silêncio é revigorante. Mas eu entendo racionalmente o prazer pelo barulho, pela distração, e entendo emocionalmente como é difícil deixar alguém realmente entrar em sua vida, e conhecer aquele lado seu que nenhum outro conhece. "Qual o segredo da felicidade? Será preciso ficar só pra se viver?", foi o que escutei a música dizer, e parece que simplesmente fez todo o sentido. † Salva pela graça †

Atuar

Ontem vi sua face através da janela do ônibus, ou talvez seja apenas coisa da minha mente, só sei que um sorriso bobo invadiu minha face. Adoro aquele sorriso bobo que você tem quando está muito feliz ou até mesmo sem graça. As lembranças são o que mais marcam, mas também podemos nos lembrar de quem gostamos por simples coisas como um cordão, uma pelúcia, uma flor ou até mesmo uma marca no corpo. A verdade é que o papel de ser apenas sua amiga nunca me caiu muito bem, mas a vida nos ensina a ser mais fortes e saber representar. † Salva pela graça †

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Absorvida - Parte 2

Como descrever a saudade? Saudade que sentimos daqueles que se foram, saudade daqueles que não vemos mais com a mesma frequência, e até mesmo daqueles que não fazem mais parte de nossa vida, com quem não temos mais a mesma intimidade que tínhamos antes. Às vezes as pessoas que amamos precisam seguir caminhos diferentes do nosso, mas sempre continuarão presentes em nossa memória. E sinceramente, fico feliz por você, mas vivo a pensar que numa dessas tentativas de achar a pessoa certa você possa se casar e eu me ver arrependida por não ser a pessoa que estará ao seu lado no altar. † Salva pela graça †

Ruivinha do sorriso lindo

E se fosse pra escrever sobre ti eu te compararia a noite. Pois algumas pessoas têm medo da noite, outras a admiram. Algumas sentem o frio e outras sentem o conforto e a calmaria. Algumas conhecem apenas a noite como sombria e outras como uma coisa delicada, frágil e linda (LINDA MESMO!!!! ^.^). Algumas se sentem mal por causa do silêncio ensurdecedor que ela causa, outras apenas amam a calmaria e o lindo sorriso da Lua e o brilho que as estrelas causam no céu imenso escuro. Há mistérios a serem descobertos, mas é um prazer conhecer cada parte de você. Cada um conhece você de um jeito e eu sempre fico curiosa em te conhecer de todos!!! E a cada ano que passa mais eu confirmo todo essa amizade linda que a gente tem! Jamais ousaria desistir de você...EU ACREDITO NA MELHOR PARTE DE TI. E mesmo que algumas vezes desistimos de nós mesmas uma ajuda a outra e se faz forte!!! Mesmo que todos não a vejam dessa forma eu a enxergo e por isso não desisto. EU VEJO!!! Nunca se sinta só, pois a mesma Lua que eu vejo da minha varanda é a mesma que ilumina suas noites solitárias. Quando nada parecer fazer sentido eu estarei ao seu lado, mesmo estando distante me farei presente sempre que precisar. EU TE AMO ALANA!!! Nunca se esqueça disso em momento algum!!! Autora: Gb.

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Meu herói

Você largou seus vícios por mim e meu vício agora é pensar em você, seu bem estar, não é engraçado? Só consigo pensar em chegar em casa e te dar um abraço bem apertado, aproveitar o máximo de tempo que ainda tenho com meu herói. Pois não quero um dia olhar para trás e me arrepender de algo que te fiz, ou do que deixei de fazer, não quero que exista algo que eu tenha deixado de falar. † Salva pela graça †

Humanidade

Flutuando, nem sei o que está acontecendo, quando eu era apenas uma garota esperava ganhar o mundo, mas com o tempo a gente percebe que não é bem assim. Sempre haverão situações de miséria ou até mesmo maus tratos, prova da desumanidade atual, que irá nos indignar e não é em tudo que poderemos ajudar, mas fazemos o máximo que está ao nosso alcance. Todas as noites fecho meus olhos e agradeço pela minha vida, e peço por aqueles que mais necessitam. † Salva pela graça †

Confiar

Percebi o abismo dentro de minhas próprias loucuras, até que uma luz inicialmente ofuscou minha visão, porém está mesma luz que me resgatou. Senão eu ainda estaria perdida no limbo, aos delírios, frágil e descontrolada, com aquela desagradável sensação de perseguição, de que todos me observavam e queriam fazer-me algum mal. Sei que hoje em dia ainda está cada vez mais difícil acreditar nas pessoas, confiar que não há segundas intenções por trás de tudo, mas se não tivermos esperança quem mais a terá por nós. † Salva pela graça †

Aleatoriamente

Qual seria o propósito de ficar se agarrando com alguém em um ônibus por exemplo? Trazer constrangimento aos outros? Confundir crianças que nada entendem? Chamar atenção? Existem pessoas que pensam que somos obrigados a ver o que elas quiserem mostrar, ou até mesmo achar que somos obrigados a escutar o que elas escutam. Parece até que esquecem que pessoas são diferentes umas das outras, e que existe lugar e momento certo para se fazer tudo. Vejo tantas faces vazias, ausentes de qualquer pudor, tentando esconder seu medo do mundo. As pessoas rapidamente se cansam de quem faz as coisas apenas para se gabar com os outros, mas afinal quem sou eu para julgar alguém? Estes são apenas pensamentos aleatórios de uma jovem qualquer. † Salva pela graça †

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Absorvida - Parte 1

Vejo o céu nublado, chuva, então fecho os olhos com força e sinto o sol de leve em meu rosto, abro os olhos e percebo que o dia está iluminado. O que aconteceu com suas feições? Tudo que vejo agora é apenas uma face vazia. Você vive uma bela mentira, mente para si mesma na frente do espelho, uma perfeita negação. "Nunca mais irei magoar alguém", mas sabe que não é esse seu instinto, sua verdadeira natureza. Na verdade você sequer gosta do que vê no espelho apesar de não admitir, esses olhos opacos, a falta de amor próprio. Antes tão reluzente, quem quer que você tenha sido já se perdeu a muito tempo, de tanto observar o reflexo no espelho foi absorvida pelo mesmo e deixou de existir. † Salva pela graça †

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Positividade

Às pessoas que recebem maus tratos, são tratadas com ignorância, só tenho uma coisa a dizer: não sejam vingativas, tenham a capacidade de perdoar, porque guardar rancor apenas poluirá seus corações. Às pessoas ignorantes digo que tudo que vai volta, sabemos que toda ação gera uma reação, é assim que o universo funciona. No final das contas não importa de qual lado da moeda você esteja, tudo se ajustará um dia, podemos pagar por nossos erros do passado, assim como também podemos receber pequenas bonificações diárias e não perceber. Observe mais o mundo ao seu redor, aprenda a agradecer pelas coisas boas, ou até mesmo pelo que pode ser colhido de bom das ruins, pois tenha a certeza de que não importa a situação em que você se encontre, sempre há um "poderia ser pior", reclamar é apenas perda de tempo. † Salva pela graça †

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Hear me roar

Aquele quarto parecia tão grande e eu tão pequena, até que as paredes começaram a se fechar ao meu redor, sufocar-me. De que adianta viver num limbo pelo resto da vida se ele não é real? Fingir que certas coisas nunca aconteceram jamais irá fazer com que elas desapareçam, ainda estarão lá, o jeito é enfrenta-las, supera-las. Corajoso é aquele que enfrenta seus maiores medos, os covardes fogem diante do perigo, os fortes se erguem e rugem como um leão. † Salva pela graça †

terça-feira, 28 de julho de 2015

A faísca

Gosto de caminhar, admirar a paisagem, pensar na vida. Percebo a chuva a cair, pessoas desabrigadas, e lembro de quando eu mesma tive medo. Admiro o reflexo no espelho e percebo um vazio, cada vez maior, instalando-se lentamente dentro de meus olhos. Não, eu não tenho mais aquele velho medo de enfrentar o mundo, de peito aberto, mesmo com toda sua crueldade, pois existem pessoas que me ensinaram que do mesmo jeito que este mundo é cruel, ainda resta bondade nele, mesmo que ela seja bem menor, às vezes só uma faísca basta para se ter esperança. † Salva pela graça †

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Que mundo é esse?

O desespero tem sua face, cada detalhe, cada lembrança. Queria eu ser criança eternamente, ser para sempre inocente, nunca saber o que é a dor de perder um amigo. Eu sonhava em ter filhos, mas agora tudo que sinto é medo, de que eles vivam neste mundo tão violento, de que passem por todos esses problemas que tantas crianças e adolescentes têm enfrentado hoje em dia, abuso, depressão, ou até pior, acabarem sendo mortos tão jovens. Uma mãe jamais deveria enterrar seu filho, chega a parecer contra a lei da natureza, mas infelizmente esse é o mundo em que vivemos, onde tantos jovens são assassinados a cada dia que passa. † Salva pela graça †

Edificando vidas

A pessoa que eu era tem ido embora aos poucos, esvaindo-se de meu interior. Que mundo louco é esse em que vivemos, em que pessoas matam as outras simplesmente sem motivo? Neste momento mesmo alguém pode estar sendo maltratado, uma criança pode estar sofrendo de abuso, uma mulher estar sendo espancada, um filho estar magoando seu pai. É difícil ver bondade, delicadeza nos olhos de seres capazes de matar por tão pouco. Claro, sempre há aqueles que salvam, que fazem a diferença, sempre dispostos a ajudar, às vezes até mesmo tão dispostos que chegam a esquecer de si mesmas. Talvez seja esse o meu caso atualmente, mas eu gosto de ser essa pessoa sempre tão disposta a tentar ajudar, com o mínimo que seja, às vezes você pode pensar não ser capaz de ajudar alguém, mas tudo que a pessoa precisa pode ser apenas uma palavra de conforto naquele momento. Você pode achar que não tem nada a acrescentar, e acabar valendo muito para a vida de alguém, devemos sempre procurar edificar vidas. † Salva pela graça †

sexta-feira, 17 de julho de 2015

30 dias sem ele

Sei que este título pode parecer meio clichê, mas os sentimentos que o motivam sem dúvidas não são, porque jamais me senti assim, você é a primeira e única pessoa importante que já perdi em minha vida até hoje. Nunca houve um sentimento parecido em meu interior antes, de que eu podia ter te procurado mais, de que podíamos ter conversado mais, de que eu poderia no mínimo ter te respondido naquela vez em que, até o momento, eu não sabia que seria a última em que você falaria comigo. Faz 30 dias que você se foi meu amigo, e cada dia ainda parece como se fosse o primeiro, a dor continua a mesma, mas as lembranças da pessoa incrível que você foi também se mantém aqui comigo, para sempre. † Salva pela graça †

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Exagerado

Você já se cortou, tentando arrancar a angústia que existe dentro de você? Já sentiu como se a vida fosse algo totalmente normal e você apenas uma aberração, um estranho? Ficou triste com a vida por ela não ser o que você esperava, e descontou em outros essa decepção a ponto de quase matar alguém? Talvez eu realmente seja uma louca, que não sabe diferenciar bem as coisas, ou é 8 ou 80, e que expressa seus sentimentos de forma até mesmo exagerada, mas os maiores poetas, pelo menos os que mais admiro, também foram assim, todos têm um pouco de loucura dentro de si mesmos, cada um com a sua própria. † Salva pela graça †

terça-feira, 14 de julho de 2015

Molde

Sou como um poço cheio de emoções com um pequeno buraco no fundo, e meus textos são esse buraco por onde a água escorre lentamente, que revela meu verdadeiro eu interior. Alguns sentimentos podem ficar presos em certas partes desse poço para sempre, e outros simplesmente escoam com o tempo, mas não deixo de escrever sobre um sequer. Pois a pessoa que sou hoje pode não ser a mesma que serei amanhã, mas pelo menos sempre os terei para saber o que me levou a ser quem sou, lembrar o que aconteceu no meio do caminho. Talvez no futuro eu leia algo e pense como era bobo aquele sentimento, de gostar, de raiva, o que seja, o que realmente vale é que na época ele era verdadeiro e ajudou a moldar-me. † Salva pela graça †

Seres falhos

Esses dias julguei muito alguém por um mal que me fez, e então recentemente comecei a me perguntar, quem sou eu para julgar alguém? Também cometo erros, somos todos seres humanos falhos, nunca coube a nenhum de nós o julgamento final. Um amigo me ensinou que devemos tratar a todos de forma igual, independente do que nos tenham feito, pois era assim que eu o via tratar as pessoas. E não, ele não teve um fim aparentemente justo, mas também quem somos nós para saber julgar o que é justo e o que é injusto? Ninguém é dono da verdade, as coisas simplesmente acontecem e o mundo não para a fim de que você tome fôlego para se levantar, então cabe apenas a você decidir cair ou se reerguer ainda mais forte, pense nisso. † Salva pela graça †

Livre arbítrio

Todos nós podemos ter o mesmo destino no final, mas isso não significa que não podemos fazer a diferença em nosso tempo aqui na terra, porque não ser a diferença que você deseja ver no mundo? Quando realmente se perdoa alguém uma espécie de alívio instala-se instantaneamente em seu coração, nada melhor do que fazer alguém sorrir, ou melhor ainda, ser o motivo da felicidade de alguém. Todos somos seres livres para fazermos o que quisermos, mas são justamente essas decisões que nos definem. Cada decisão por mínima que seja te levou ao ponto em que está agora, o que lhe resta é apenas se perguntar se valeu à pena cada passo. Males menores podem vir com o intuito de trazer bençãos muito maiores, imensuráveis. † Salva pela graça †

Obsessão

Sim, é possível amar mais de uma pessoa, senão não haveria tantas formas de amar diferentes, da mesma forma que alguns podem passar a vida inteira sem sentir o amor, outros também podem não saber que o sentem, afinal, como descrever algo tão peculiar? Cada um tem sua forma de amar, certas pessoas podem botar até mesmo quem amam acima de si mesmas e de tudo, ter um "amor doentio", já outras podem preservar o amor próprio independente de qualquer coisa. E realmente, como você pode amar alguém, se não ama primeiramente a si mesmo? Eu sou daquelas que pensam que se o amor não existe dentro de você, então não há como deixa-lo fluir e transmiti-lo aos outros, aquilo na verdade sequer pode ser chamado de amor doentio e sim obsessão. † Salva pela graça †

Tudo é possível

Realidade, ilusão, será que há realmente alguma diferença? É o que me pergunto quando começo a cochilar, e de repente volto em algum momento do meu passado, como se eu estivesse novamente lá e pudesse mudar algo, e então acordo. A linha para o irreal pode ser algo muito tênue, visões, déjà vu, até que minhas mãos começam a tremer, o que me trás de volta a realidade. Você não pode sair por aí tratando cada problema que tem como se fosse uma doença, nada é totalmente irreversível, imutável, para quem acredita até mesmo no suposto impossível. Quando se tem fé e esperança você tem tudo, tudo é possível. † Salva pela graça †