domingo, 21 de maio de 2017

Preciso de você

Angustia, choro preso, como a chuva tímida que não sabe se cai ou não. Olhos cheios d'águas, garganta que arranha, que pesa, entalada. Sinto falta de seus olhos sorrindo para mim, de seu corpo trazendo-me segurança, aconchego, naquele abraço apertado. Nem parece que nos vimos hoje mais cedo, queria mais uma dose, mais uma dose de você. Gosto de contar minhas histórias, de como você as ouve, sempre tão interessado, não sei como alguém pode aguentar, e até mesmo gostar, de uma pessoa que fala tanto. Às vezes tudo de que preciso é cantar alto, na rua, na chuva, extravasar, sem me importar com quem vai escutar. Mas agora, sinceramente, tudo de que preciso é do seu abraço, sua proximidade, daquela forma como só você me olha, como se eu tivesse um encanto, que sequer sabia que tenho.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Olhar vazio

Me perco, dentro do meu próprio reflexo, dentro deste olhar vazio, já quase morto. Entro dentro do espelho, brinco de ser outra pessoa, talvez mais amada, mais querida, talvez alguém melhor. Me sentiria tão bem, tão feliz, se pudesse simplesmente entrar, sumir dentro do espelho. Sonho com a possibilidade, de um dia me perder, e não mais achar o caminho de volta.

Te devoro - Parte 2

Sinto falta de correr minhas mãos pelas entradas de sua barriga, de sentir o gosto de cada beijo, inédito. Quero me entrelaçar mais uma vez contigo, embaixo do lençol. Dormir numa varanda, no aconchego do teu peito, brincar de esquentar meus pés. Te admirar pela manhã, enquanto ainda dormes, acordar-te com um beijo, doce. Dormir de conchinha, sonhar, sorrir, ouvir teu eu te amo, me fazer somente tua, meu "aquecedor de mãos." Só de saber que essa barriga é apenas minha, ah, já me arrepio toda.

Te devoro - Parte 1

Olho para a minha calça e começo a sorrir, pois lembro de quando você disse "Gostei da calça". São esses meros detalhes, esses pequenos, porém tão importantes, elogios, que me fazem gostar de você. Sorrir feito boba, com lembranças, e por saber que tenho o melhor namorado do mundo. Mas sorrir com vontade mesmo, com a alma, e até mesmo com os olhos. Sinto tanto a sua falta. Sentir saudade, até que tem suas vantagens, o beijo é mais gostoso no reencontro, genuíno. Não há como conter, algo tão esperado. Se eu pudesse sentiria essa dorzinha, essa pontinha de saudade, todos os dias, só pela delícia do reencontro. Relembrar como é lindo teu sorriso, poder até mesmo te devorar se necessário, com os olhos, com a boca, mais uma vez, de corpo inteiro.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Água-viva

Sinto falta, dos nossos corpos entrelaçados, de nossas mãos dadas, das conversas intermináveis, do que costumávamos ser, quando tínhamos algo, que hoje já não temos, tempo. Anseio por aquele sorriso tímido, meigo, contido, mas ao mesmo tempo tão gostoso de ser visto e ouvido. Mais uma vez, leve, descontraído, quero para mim aquele sorriso, de quem deseja, mas não pode ficar. Fica, só essa noite, pode ir embora pela manhã, sem culpa, nem precisa me acordar, pois posso continuar vivendo em meus sonhos o que a realidade não me trará ao despertar. Me chama de tua, mesmo que seja por apenas uma noite, eu finjo que acredito. Pois estar perto de ti, me queima como água-viva, mas ao mesmo tempo, é inevitável.

Delicado e contínuo

Talvez eu me esforce, tente participar, pertencer a algo. Pois por mais solitários que sejamos, sempre precisamos, nem que seja, daquele certo alguém. E a partir de hoje só quero quem some, que some não no sentido de sumir, mas no de acrescentar mesmo, porque pra me botar para baixo já basta minha falta de auto estima. Quero alguém que faça com que me sinta a pessoa mais especial e incrível do mundo, merecedora de todos os seus sorrisos, de seu aconchego. Não, espera, eu já encontrei essa pessoa, então muito obrigada por você existir, pois juntos, nos tornamos mais fortes e capacitados de irradiar nossa felicidade para quem quiser ver e se alegrar conosco, e para quem não quiser ver, só lamento.

Casaco velho

Você deve entender, que não mais serei aquela garota que usa biquínis, ou roupas do tipo. A barriga incomoda, os cortes na perna são muito visíveis, ninguém mais precisa saber. Prefiro ser a garota que continua aqui deitada, em meio a meus devaneios, com aquele mesmo casaco largo e velho de sempre, que você deixou, ele praticamente já faz parte do meu corpo. Agora é como se todos fossem estranhos, e eu já nem reconhecesse mais a ninguém, sequer a imagem que vejo no espelho. Como se vivesse num outro mundo, completamente diferente, apenas eu, e esse casaco antigo.

terça-feira, 16 de maio de 2017

Interrompida

O espelho jamais mentiria para você, ele não mente, pessoas mentem. As lágrimas são reais, assim como o peso que você ganhou. E aquele um quilo a menos, não, ele não é uma vitória. Dez quilos, quinze, nunca parecem o bastante. E ninguém parece enxergar, que você só quer ficar só, mas ao mesmo tempo, é um pedido desesperado de socorro. Os cortes são reais, a dor, o sangue, o vazio. "Sei exatamente como é querer morrer, como dói sorrir, como você tenta se encaixar e não consegue. Como você se fere por fora tentando matar o que tem dentro."

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Se ao menos...

Tenho medo de que você desista de mim, de que perceba o quão quebrada e fodida sou, e não esteja disposto a me consertar. Deve ser difícil conviver com alguém tão surtada quanto eu, nessa montanha russa, altos e baixos, não quero te sufocar. "Dizem que um dos dois sempre ama mais, meu Deus, quem dera não fosse eu." Me sinto feliz em saber que tenho olhos apenas para você, e me pergunto o que fiz para merecer alguém assim tão maravilhoso, mas já devo ter dito isso milhares de vezes. Hoje tenho quatro motivos para me tratar e querer melhorar, primeiramente por mim mesma, pela minha família que sempre me apoiou, por meus amigos que se preocupam comigo, e agora por você, que como um anjo apareceu na minha vida justamente quando eu mais precisava. Às vezes tenho medo de te mostrar meu verdadeiro eu, quem realmente sou, e que você saia correndo, se assuste. Mas sinceramente espero que isso não aconteça, e que você realmente fique, para sempre, se possível.

Um amor inesperado

Aquele sempre será o muro amarelo onde nos conhecemos pessoalmente, aquele sempre vai ser o bar onde bebemos nossa primeira cerveja junto com os seus amigos, e aquele sempre será o banco onde nos beijamos pela primeira vez, enquanto eu queria muito mais. Aquela sempre vai ser a escada onde você falou sobre ficar sério, e eu com meu medo bobo, não consegui te dar uma resposta, por mais que quisesse o mesmo. Aquele sempre será o dia em que vimos meu filme preferido, e eu finalmente disse sim. E aquele sempre será o dia, em que tive o prazer de dormir a seu lado pela primeira vez, mesmo que você tenha pego todo o cobertor só pra si, não me importo. Agora só quero que todos saibam, que quando sorrio, definitivamente o motivo é você. Aquele alguém especial, por quem vale à pena ser um inteiro, pois você não merece se prender a alguém que pode se dar apenas pela metade, então sejamos dois inteiros juntos.

Adormecido

Às vezes só queria ter a coragem necessária para enfiar a navalha mais fundo, não me sentir tão fraca, não desperdiçar tantas lágrimas. Às vezes só queria ter a coragem, de tomar mais um comprimido, de acabar com tudo isso logo de uma vez. Às vezes só queria ter a coragem de mandar toda a dor embora, não quero mais sentir tudo isso, amplificado. O vazio, a dor, a sensação de impotência, corpo mole, até onde será necessário chegar? Quantos cortes? Quantos comprimidos? Só queria saber o número necessário, logo de uma vez.

domingo, 14 de maio de 2017

Minha fortaleza


Só queria saber como fazer toda essa dor parar, cortes, comprimidos, todas as lágrimas, o vazio, nada nunca parece suficiente. Me sinto tão pequena, tão insignificante. Mas então vejo aquele girassol, e simplesmente sorrio. Te vejo, e sei que tudo vai ficar bem, minha fortaleza. Você consegue me aceitar mesmo com todos os problemas que tenho? Consegue transformar o pouquíssimo que tenho a oferecer em um inteiro? Me complementar? Se sim, então apenas venha comigo, vamos trilhar nossos caminhos juntos.

Divergência

Que visão incrível, a de nossos corpos se encaixando, o preto no branco, todo o contraste. Sussurros, respirações ofegantes, entrecortadas, tuas mãos em minhas coxas, apertando, arranhando. Sinto falta de tudo, até mesmo de tuas manias, do encaixe de nossos corpos, teu calor, teu suor, e até mesmo do modo como mexe o nariz. Vejo o céu acima de tua cabeça, infinito, e é só seus lábios tocarem nos meus que já tenho certeza, de tudo. Sinto um calor no corpo, no coração, o brilho dos teus olhos, justamente o que torna uma pena o tempo ter sido tão cruel conosco.

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Permutação

Ele é como uma queda ao ar livre, caio, me afogo, me perco. Mas ao mesmo tempo me encontro, como se pela primeira vez finalmente soubesse quem sou, e tudo pelo que passei tivesse um sentido. Enxergue todos os fantasmas de decepções passadas que habitam em meus olhos, e mande-os embora. Será que precisamos sempre de uma pessoa para esquecer a outra? Ficar fazendo substituições, isso é mesmo necessário? Onde fica o amor próprio no meio disso tudo? Você não pode simplesmente reaparecer, e querer que tudo fique bem, você não tem esse direito, de até mesmo me culpar por coisas que foi você quem fez. Não pense que mais uma vez vou cair a seus pés, finalmente estou superando e pretendo continuar assim. Meu corpo ainda dói pela agressão, mas saber que você foi capaz de fazer aquilo comigo dói mais ainda. Pele na pele, olho no olho, como sinto falta do teu corpo, mas se pensa que vou me deixar iludir acreditando em todas as suas mentiras mais uma vez, você está muito enganado.